segunda-feira, 16 de julho de 2007

O desconhecido


Já que quer entrar entre, não diga que não avisei.

O que vai encontrar não sei, pode desistir.

Acha que é fácil ir entrando e se acomodando.

Entre devagar, sem pressa, não precisa bater.

Com tudo se entrares não poderá sair,

Talvez se decepcione talvez não.

Talvez se apaixone talvez não.

Este terreno eu não conheço.

Quero conhecer, vai se arrisque.

Vou adorar te receber.

2 comentários:

Milla Loureiro disse...

\o/

lindo...minha amiga está absorvendo talento e sensibilidade!!!


parabens!

Alê Namastê disse...

Entrei! Mas eu não tinha visto o aviso... Com quem eu reclamo?!