segunda-feira, 7 de julho de 2008

É a vida


Viajei por caminhos opostos
que me levaram pra longe de ti.
Vi as ruínas, escalei montanhas


Senti o furor da tempestade.
E agredi minha existência.
Além da verdade
Segui rumos obscuros


E na verdade
A minha fraqueza
Fez de mim
um elo desligado


Sua ausência está aqui mais
presente do que nunca
e agora viver sem ti
é a vida
na verdade
é a vida...


Por Nanda Nascimento.

12 comentários:

cackau disse...

Serviu pra mim hj....

É a vida....continua!

Queruby disse...

Ola
passei para deixar um beijo e desejar uma boa semana.

Beijufas

Sei que existes disse...

Lindo poema!
A vida tem destas coisas...
Beijocas grandes

Otávio disse...

Belíssimo poema. Um pouquinho triste, mas muito bonito. Parabéns!

Beijos

Odilon disse...

Depois do sucesso em prosa, agora em verso. Muito bonito.

borboleta disse...

simplesmente lindo :)

Troll disse...

Belas palavras, ainda que a mensagem por trás delas seja tão agridoce. As reticências ao final são o verdadeiro e máximo "porém".

Jacinta Dantas disse...

Bonito poema, menina. Triste, mas bonito. É a vida com suas ondas, suas fases, suas estações...
E a gente vai se fazendo e se encontrando, inclusive nos desencontros.
Um abração

Martinha disse...

Por vezes na nossa vida encontramos destes obstáculos, que nos fazem sentir ainda mais a ausência dos que mais amamos.
É duro... mas é a vida!

Beijinho Nanda *

Tyr Quentalë disse...

oi Nanda,
Sabe quando a gente lê algo que nos traz aquela sensação de abraçar a pessoa e dizer:
Não se preocupe.. dê tempo ao tempo..
Tudo há de melhorar.
Foi a sensação que me bateu.
Abraços e que seu dia seja radiante quando vc acordar!

Ju disse...

lindo! como as flores...
beijos!

Kátia disse...

Bonito!
:)