quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Instantes


Já anoitecera e eu estava ali, presa as lembranças.

Depositava toda minha expectativa naquele momento.

Almejava com muita veracidade, que o aparelho tocasse.

Um toque qualquer, com o sem melodia.

Desde que ouvisse aquela voz rouca novamente.

Por horas eu estava ali, olheiras á vista, rosto inexpressivo.

Já anoitecera, o dia está nascendo, um novo instante está pra chegar.

Tudo pronto para nós, na maior perfeição.

Eu vacilo, cochilo, mais acordo a todo instante.

Distraio-me com o assobiar do vento.

O telefone ensiste em calar;

Mais eu não desisto, estou a esperar.

Perco minha vida em confiar, mais não perco a certeza do amar.


13 comentários:

Milla Loureiro disse...

Alguns instantes, alguns segundos as vezes, dependendo da nossa angustia demoram horas!

Isso mesmo, escrever limpa a alma.

Bjs

mente fantasia disse...

Que delícia de cantinho! Quanta sensibilidade!

=** coloridos

Palhaço disse...

esperar pelo amor eh bom... mas pode ser melhor se for ao encontro dele!

*Lusinha* disse...

E quantas vezes não esperamos o telefone tocar, enquanto é só pegá-lo na mão e discarmos?
Bjitos!

Naeno disse...

Amor assim eu queria um. Apenas um e um telefone, para figurar na sala, sem necessidade porque jamais eu me ausentaria de alguém me amando assim.

Tudo que é capaz um grande amor
Morrer, ressuscitar depois,
Colher paroaras e seus espinhos.
Andar como um peixe na maré
Dando braçadas de viés
Cheio de amor, oseu convés.

Só pro meu amor "ligar" pra mim
Me atirei balas de festim
Tomei diazepan com gim

Beijo, nêga linda
Naeno

Chris disse...

Aguardar algo é agonizante...
Eu por exemplo teimo em falar que não espero telefonemas... mas sempre estou lá... aguardando um...
Bjus... amo teus escritos!

Menina do Reggae® disse...

eu já fiquei muito ao lado do telefone, quando cansei, joguei-o na parede, botei um vestido e fui pra rua respirar um pouco.

lindo texto, espero que o telefone tenha tocado pra você.

Beijos

Au Revoir

Milla Loureiro disse...

Amiga, não tem como fugir.

Desafio p vc no CafÉ!

, disse...

talvez o telefone esteja no silencioso

Mestre disse...

Po causa desses momentos é que apenas uso telemóvel. Posso ir para onde desejar e continuar a esperar. E como custa esperar por aquela chamada que tanto desejamos...
Um beijo suave

Mestre disse...

Mais uma vez agradeço seu carinho e o prémio oferecido. Já dei conta dele no meu blog.
Um beijo bem suave...como uma brisa marinha

Duda disse...

drama de menina.
ele vai tocar ;)
Talvez, não hoje, nem amanhã...

Voc~e escreve bem ;))

Menina Lunar disse...

Que lindo... Nessas horas eles custam tanto a tocar né?

Beijo!!