quinta-feira, 24 de junho de 2010

Felicidade realista


A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é
um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde,
ser magérrimos, sarados, irresistíveis.


Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o

cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa

cinco estrelas.E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta

termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma

pizza e fazer sexo de vez em quando.


Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.

Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser

surpreendidos por declarações e presentes inesperados,

queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos

sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro

jeito.É o que dá ver tanta televisão.


Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma

mais realista.Ter um parceiro constante, pode ou não,

ser sinônimo de felicidade.Você pode ser feliz solteiro,

feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro,

feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo,

principalmente quando se trata de amor-próprio.

Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo,
usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando.

Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado.

E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar

a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco

de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.


Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar

o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas,

trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.

Olhe para o relógio: hora de acordar.


É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que

nos mobiliza, instiga e conduz mas sem exigir-se desumanamente.

A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva

o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.

Se a meta está alta demais, reduza-a.

Se você não está de acordo com as regras, demita-se.

Invente seu próprio jogo

.

[Martha Medeiros]



P.s: Estou passando rapidamente aqui pelo blog, infelizmente

ficarei devendo visitas á todos os blogs, mais em breve,

colocarei em dia minha leitura.

Quero agradecer a vocês minhas amigas pelo carinho e

atenção que tiveram e estão tendo comigo,

continuem orando...obrigada!

Beijos e flores!

12 comentários:

Dona Lulu em pessoa!!! disse...

Ai isso é tão verdadeiro... mais vc sabe o ser humano nunca está contentente com o que tem... sabe aquela história a grama do vizinho é mais verde que a minha... pois é!!! A maioria de nós já veio com esse defeito de fabricação :p ahahahahaha

Sinto que depois que passamos por alguns traumas, a visão começa a mudar!!! :) A vida ensina!!!

Amapola disse...

Adorei!!!
Não é difícil ser feliz. Há muitos momentos alegres, que se somam, e merece que agradeçamos a Deus.
------------------------------
Bom dia!! amiga Nanda.
Espero que a pessoa esteja se restabelecendo com a graça de Deus.

Beijos no seu coração, e no dessa pessoa.

Mari disse...

Oi Nanda querida...

Lindíssima postagem, belo texto. Adorei, sakvei nos favoritos!
Oraçãoe muita energia positiva de mim pra você querida!
Um beijo grande

VIVI - VENCENDO CADA DIA!!! disse...

Oi amiga,

Que lindo texto!! E o que me fez mais pensar foi a parte do dinheiro!!
Muitas vezes eu e o meu esposo sonhamos, mais sonhamos ter dinheiro, mais ter uma casa na praia, um ônibus, umas 3 casas!!
E temos que já saber agradeçer o que temos e saber viver com o que temos pq o resto é consequencia!!

beijos

Troll disse...

Isso é bem verdade. Acho que a felicidade que dura pra valer é mesmo a das pequenas coisas. Que às vezes nem notamos.

cantinho she disse...

Passando pra te deixar beijos... espero que esteja tudo melhorando... beijo, beijo!
She

Mari disse...

Nanda querida,

Como vai, tudo bem?
Hei amiga por onde anda você?
Sinto sua falta viu?
Pelo menos não aparece nenhuma atualização sua no meu google reader!
Quando puder dê notícias!
Beijos

Kátia disse...

Nandinha linda,

Demorei a vir,mas cá estou!Agradeço muitissimo por me visitar mesmo estando eu tão longe do meu bloguinho querido.E vc como está?A casa está nova e linda!Amei o novo lay out inspirado em Clarice Lispector...receba meus pensamentos bons energizados direto da Bahia(onde estou agora a passar férias)e desejo que seu ente já tenha se recuperado conforme vi em post anterior.

Fica bem tá?
Beijo beijo,cheiro cheiro!

Bordados e Retalhos disse...

Nanda saudades de vc. Onde andas? Está tudo bem? Volte para abrilhantar nossos dias com seus textos e reflexões. Bjs

Daniel Savio disse...

Anda sumida menina...

Mas amor é algo que nos dá felicidade e que não seja apenas a única fonte da felicidade.

Fique com Deus, menina Nanda Nascimento.
Um abraço.

Edgard ♠♦O Pierrot♥♣ Antonello disse...

Nossa gostei muito do que li por aqui, meus parabéns, vou seguir ok? Dá um pulo lá no meu e dá uma olhada, axo q vc vai gostar. Me siga tbm se possível :p

Misturação - Ana Karla disse...

Nanda cadê você minha amiga?
Apareça!
Xeros