segunda-feira, 23 de junho de 2008

Resgate


Nada foi encontrado, além de um passado remoto,


linhas cruzada, papéis amassados


projetos inacabados, tudo estava revirado,


revelando uma vida sem trilhos,


com contornos irregulares,


uma busca por nada, e o encontro da dúvida,


no embaraço dos detalhes eu confesso;


no abrigo dos seus braços, eu me deleito,


e percebo que a vida foi toda sem resgate,


a espera de um sentido


uma palavra, um simples e suave toque.


(Foto da net)

Beijos e flores!!!!!

8 comentários:

cackau disse...

Resgatamos também ás vezes coisas que queremos jogar no futuro, para simplesmente pegarmos depois, assim com mais calma, para termos a certeza que não deixaremos para trás novamente!

Tyr Quentalë disse...

Ao iniciar a leitura, recordei-me de momentos em que reviramos os armários, encontrando sonhos, projetos inacabados, mas ao ir um pouquinho mais adiante, lembro-me que buscamos algo em nossas vidas, um sentido, palavras, gestos e toques. Percebei que por muito tempo fiz esta busca em minha vida e quando eu pensei em desistir o quem eu buscava, me encontrou e no fim fui resgatada, assim como mues sorrisos o foram.
Tenha um ótimo e maravilhoso dia, Nanda e jamais desista de seus sonhos!

Martinha disse...

Esse texto fez-me pensar que muitas vezes perdemos grande tempo da nossa vida a elaborar planos e ambições, que às vezes esquecemo-nos de viver a verdadeira realidade, a vida em concreto, tal qual ela é!

Beijinho *

Adriana disse...

Parei para pensar...

Otávio disse...

Texto bem interessante. Gostei muito.

Beijos.

Troll disse...

A vida tem muito disso, de uma espera dissonante pelo que nem sabemos o quanto queremos, até ver, até olhar nos olhos e descobrir que nunca fomos quem dizíamos ser.

Grande abraço, caríssima.

Kátia disse...

"no abrigo dos seus braços, eu me deleito,e percebo que a
vida foi toda sem resgate,
a espera de um sentido uma palavra..."

Lindo,lindo!

Resgatar coisas...eu digo que apenas as boas,devem ser resgatadas.No mais devemos viver o hoje,o agora...

Beijo pra você!
:)

Palavras de um mundo incerto disse...

"um simples e suave toque.", essa atitude é viver...

Beijos querida!!!


Marcos Seiter