quinta-feira, 10 de abril de 2008

Reflexo do amanhã


Sobre seus braços
Rega alegria e floresce o amor
Uma sensação que irradia
E me traz a paz


Sobre os seus olhos azul anil
Vejo o reflexo do amanhã
E nele me apego, sinto o sangue
correr numa velocidade quase mortal,


Mais nada me consome,
minhas forças permanecem na alegria
Constante do seu sorriso
e na certeza de que as flores murcham
Mais o seu perfume fica sempre no ar

Sustento-me com o hoje
deixando o amanhã
nascer naturalmente no teu olhar.

5 comentários:

Jacinta disse...

Ei Nanda,
O amanhã virá, mas o momento presente é preciso ser vivido plenamente. E nesse poema, vejo uma declaração de sabedoria: a certeza do amanhã só a temos se vivermos bem o hoje, o momento presente. Senti isso, lendo-te agora.
Bjos
Jacinta

Querubina disse...

Lindo, passa no meu cantinho, tem la um miminho :)

Bom fim de semana

Beijufas de Luz!!

Adriana disse...

Lindo lindo lindo...
adorei mais este.

Martinha disse...

Que lindoo :)
Adorei Nanda.
Beijinhos *

Bom fim-de-semana!

Adriano Caroso disse...

Nanda,

Dia do beijo ou não, suas palavras sempre nos fazem se sentir beijados. Elas soam como carinho!