sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Saber viver



No nosso dia a dia, convivemos com nossas perdas diárias
conhecidas como "perdas menores", começando de pequeno
quando somos separados do seio materno,
mudamos de cidade ou país, um filho se casa,
acontecimentos que ás vezes não damos devida atenção,
mais a Tanatologia nos explica que estas perdas nos ajudam
a entender a conhecida "perda maior" a morte.
Fizemos um trabalho na faculdade no qual falamos
mais a fundo deste assunto, achei relevante comentar
no jardim, pois os espinhos existem , se não tomarmos cuidado ,
ele nos deixa cicatrizes profundas. Como acadêmica
de enfermagem foi um aprendizado enorme, pois pra que
pensar na morte com uma vida tão plena?
Talvez para lidar melhor com o sofrimento alheio,
e até mesmo com o nosso, pensar nela somente quando
nos deparamos com ela é o que nos enfraquece e nos
deixa vulnerável, talvez entender os sinais que a vida nos
dá e saber um pouco mais sobre Tanatologia nos permitirá
favorecer aqueles que estão diante dela
um processo de morrer mais humano.

Este trabalho além de nos propiciar um conhecimento sobre o tema,
nos permitiu estreitar algumas amizades.
Quero agradecer á vocês por tudo que passamos juntas,
ainda temos mais um ano , que será só em campo,
ficará então na memória:as risadas na lanchonete,
as discussões na sala de aula(não é mesmo cackau),
os estágios( cada um mais longe que o outro),
as brincadeiras (espero não ter exagerado), os lanches na casa da cackau,
as contas de telefone imensa (não é mila Saldanha),
toda amizade, meiguice da Saldanha,
o bom astral inconfundível da Dardânia,
o apoio e a confiança depositada em mim pela cackau,
e a mansidão da Denise, espero que tenham boas recordações minhas,
nos encontraremos em breve.


Ps;Já ia me esquecendo de me apresentar, pra quem ainda
não me viu no xdosexo, eu sou a maior da turma, essa mesmo , a de azul.

14 comentários:

Cackau Loureiro disse...

Amiga igual eu, que puxa a orelha, e dá conselhos bons, e puxa orelha de novo!!!

não tem igual!!!

SAMANTHA ABREU disse...

Puxa!

que legal.
Texto muito bom!

R@Ser disse...

Ola linda....passando pra te desejar um otimo domingo.

Teu texto como senmpre....gostoso de se ler.

bjinhos

RedLightSpecial disse...

E que no meio de tudo isso a amizade nunca morra.
beijos e boa semana!

Diva disse...

Hehehe... "fofinho" este post. Saber viver e uma dadiva.
Bjs meus

Camila disse...

Que as risadas,brincadeiras continuem no ano que se aproxima.já sinto saudades da sala de aula( longos intervalos)...
obrigada pela amizade!

camiles disse...

ai, amigos são parte fundamental pro crescimento. a gente sente saudade mesmo!
beijins

cackau disse...

HJ TEM POST NOVO???


TEM SIM SENHOR!!!


KD?

=)

Rui Caetano disse...

Os amigos devem ser preservados para sempre.

Troll disse...

Tanatologia... não conhecia a expressão, achei muito interessante que haja algo do tipo. Realmente é compreendendo as pequenas perdas que se aprende a enfrentar as grandes, não apenas a maior.

Grande abraço e parabéns pelo blog.

Marco Ferreira disse...

A aprendizagem é sempre gratificante. Fazer amizades no acto de aprendizagem é duplamente gratificante.

Obrigado pela visita ao meu porto de abrigo.

marinheiroaguadoce a navegar

irneh disse...

Amiga
Fico agradecida pelas palavras que deixaste no meu blog.
Gostei deste teu post, por saber que és ou vais ser enfermeira e por ele falar de morte. Como deves ter percebido, se leste um pouco do meu blog, eu não sou ainda capaz de lidar com a morte. Há dois anos que perdi o meu marido, que também era enfermeiro. A morte daquele que amamos de verdade, que elegemos para o nosso príncipe encantado, nunca se percebe, mesmo que a Tanatologia tente explicar.

Beijinhos

Mulher é tudo bandida disse...

Meu xu...

Andei sumido dessas linhas rosa chá heim.. mas to voltando a fazer a ronda pelo morro heim..
Eu nem preciso dizer que sou fã de vcs do Xdosexo.. e que as suas palavras aqui ja me cativaram.

Uma excelente quinta pra vc, bandida!

Beijos.

Karina disse...

Q legal, vc e a Cackau são amigas de profissão tbém!
Não tinha ouvido antes essa expressão: Tanatologia. Mas a morte é algo p/ o qual nunca estamos realmente preparados, então todo esclarecimento é bem-vindo.

Sabe, esse seu post lembrou-se q tbém sempre fui a mais alta da turma. Nem sempre é fácil ser um mulherão. Lembro daquelas filas do colégio. rsrsrs
Agora encontro muitas pessoas mais novas e mais altas q eu, acho q as gerações depois da minha tomaram fermento. :D