sexta-feira, 3 de abril de 2009

Lembranças de uma presença


Mesmo com os olhos fechados

eu o sentia com veemência

a sombra permanecia intacta.

Ele estava ali como o deixei há

tempos atrás,

a margem de uma vida esquecida.

Visível aos meus olhos, abertos ou fechados.

Queria sumir dali, esquecer a fumaça do passado.

Ver-te novamente mesmo como um raio de luz

fez lembrar-me como eu era feliz e o que sou

quanto o sinto por aqui e as marcas de uma vida .


Beijos e muitas flores!


Foto: Site www.shutterstock.com

3 comentários:

Tyr Quentalë disse...

Posso chorar agora? Achei tão bonito que nem sei o que dizer.

Adriana disse...

Que inspiração,heim??

Troll disse...

Às vezes, certas memórias e presenças se tornam parte de nossa sombra.